A divindade da sorte

Um dragão me disse que minha sorte em 2015 será como as flores na primavera (isso deve ser bom…). Também fiquei sabendo que meu desejo será realizado antes do que eu imaginava (não sei qual é o desejo…), além de previsões sobre negócios, jogo, viagem, saúde… É claro que entrei na brincadeira de colocar duas moedas na máquina, e fiquei muito satisfeita ao receber a minha sorte escrita em inglês, coisa rara por aqui. Eu era a única estrangeira no santuário Kanda Myiojin, onde todos os anos em janeiro é celebrado o Daikoku, divindade da fortuna. O lugar estava lotado de pessoas que queriam pedir sorte para o ano que começa. Longas filas para comprar amuletos e jogar moedas na frente de dois homens de máscaras representando o Daikoku. O vídeo mostra a máquina de onde saiu o papelzinho com a minha sorte e um pouco do ritual: