Muito além do sushi

No caminho que leva ao templo das hortênsias, em Kita Kamakura, almoçamos em um restaurante japonês. Meus amigos sempre me perguntam: como vocês fazem para se acostumar com a comida de lá? Vocês gostam de sushi? Aprendi sim a gostar de sushi, mas o prato feito com peixe cru é só uma das várias opções de cardápio por aqui, mesmo em se tratando de comida japonesa. Digo isso porque o que não falta em Tóquio é comida internacional.

Restaurante em Kita Kamakura

Na casinha no meio das árvores que abrigava o restaurante que encontramos, tínhamos três opções de prato principal: carne assada, pato ou peixe grelhado. O que eu gosto mais quando vou a um lugar como esse é o ritual em torno da refeição, que tem sempre uma saladinha, legumes cozidos ou empanados, arroz branco grudado e sem tempero e uma sopa. Tudo muito saboroso e feito com extremo cuidado e carinho, servido em pequenos potes redondos de cerâmica.

A cidadezinha de Kita Kamakura, ou Kamakura do norte, fica na região que foi o centro do poder no país mais ou menos entre os séculos XI e XIII. Os templos estão por toda parte, é claro, e por aqui eles são da vertente Zen-budista. No Engaku-ji está uma árvore de mais de 700 anos, plantada pelo fundador do templo, o mestre Zen Mugaku Sogen.

IMG_0065

Mais algumas fotos tiradas nos templos da região:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Kamakura é um passeio imperdível. Escrevi um pouco sobre o lugar em O Daibutsu de Kamakura. Quem quiser ler mais sobre os templos que já conheci, pode clicar em Três templos em Kyoto e Nara.

Quanto ao templo das hortênsias, vai ter que ficar para um próximo post. Estamos no outono agora, e as flores aparecem no verão. Tomara que eu tenha tempo de passear por lá em 2015…