Reflexões

Outros

 

É muito comum ver pessoas usando máscaras como essas em Tóquio. Elas são vendidas em todas as farmácias, em todos os tamanhos, até para crianças bem pequenas. As pessoas e as crianças usam as máscaras por causa da gripe. O raciocínio automático do ocidental é pensar: as máscaras são para proteção, eles não querem pegar gripe de outras pessoas. Então prepare-se para se surpreender. Os que usam as máscaras são os que estão gripados. Eles estão protegendo os outros.

A cordialidade do japonês chega a ser desconcertante. Não se pode falar ao celular em nenhum lugar fechado que seja público, o aparelho tem que ficar no modo silencioso e só mensagens de texto são permitidas. Tóquio é a região metropolitana mais populosa do mundo, é faz parte da rotina de quem mora aqui conviver com a multidão. O que surpreende é o silêncio. Milhares de pessoas na hora do rush circulam pelas estações de metrô, e ninguém fala alto. O som dos passos sobressai ao som das vozes. É impressionante.

Uma amiga brasileira esteve aqui com a família para nos visitar. Eles foram a Kamakura, cidade próxima que é atração obrigatória para os turistas. Pararam em frente a um templo para tirar uma foto, ocupando parte da rua por onde passavam os carros. Um carro parou e eles já estavam se preparando para sair do caminho quando o motorista saltou e perguntou se queriam que ele tirasse a foto. A situação os surpreendeu muito, e as crianças ficaram maravilhadas com a educação e a generosidade do desconhecido. Eu já me acostumei. Tem sempre alguém disposto a oferecer ajuda a um estranho aqui.

Pensar no próximo não é o fundamento principal da nossa herança católica, ocidental? Como foi que nos tornamos tão individualistas?

8 replies »

  1. cheguei do Japão tem duas semanas…….maravilhada. Fiquei em Toquio 20 dias e mais uma semana em Kioto e Nara. É um país onde encontramos beleza, ordem,honestidade, respeito e cujo povo esta mt além na educação e gentileza…..e a gastronomia é encantadora!
    Um sonho do qual estou acordando agora

    Gostar

  2. Taiga, adorei seu relato sobre o uso de máscaras em Tóquio nas pessoas acometidas por resfriados ou outras doenças contagiosas nos coletivos e ruas da cidade. É incrível o respeito ao próximo. Uma sensação de civilidade me invadiu o íntimo ao ler como podemos mudar hábitos e prestar mais atenção ao bem-estar coletivo.

    Gostar

  3. Qual a relação entre falta de civilidade e o fato de sermos ocidentais e de origem católica? Você colocou no mesmo balaio de barbárie países como Brasil, Polônia, Filipinas, EUA, Itália, França e Congo, todos majoritariamente católicos…

    Gostar

    • A última frase do meu post foi só um pequeno desabafo, Rômulo. Um breve sentimento de ironia que senti ao constatar que fui encontrar muito mais cordialidade e generosidade, e entre estranhos, em um país que não foi influenciado pelos mandamentos católicos. Lembrei do nosso tão falado “amai-vos uns aos outros”… Tomo muito cuidado em não julgar ninguém em meus textos, nem os japoneses, nem nós brasileiros e muito menos outros países e culturas. É uma pena que você tenha interpretado de outra forma. Se você tiver tempo, dê uma olhada em outros dois textos que escrevi: Megafone e Pertencimento.

      Gostar

  4. Oi Taiga, conheço essa família que voltou para o Brasil maravilhada com a beleza, educação, generosidade, limpeza, organização desse país que até então não havia despertado minha curiosidade em conhecer e que agora está nas minhas prioridades. Bjs a todos vocês.

    Gostar

Pode comentar!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s